Atividade física no Uruguai? Cuidado!


Imagem: Divulgação - Pixabay

Provavelmente quando você era criança você já deve ter confundindo algumas palavras, falando algo pensando que era outra coisa. E em algumas vezes essas pequenas confusões podem ter sido até engraçadas, não? Isso é bem normal quando estamos aprendendo a falar.


Pois acontece a mesma coisa quando estamos aprendendo um novo idioma, seja lá qual for a nossa idade. Para complicar ainda mais, entre idiomas diferentes existe uma coisa chamada “Falsos Cognatos”, que são palavras de grafias semelhantes ou iguais, mas que possuem significados diferentes e isso pode causar algumas situações complicadas. Um exemplo disso é como se fala ônibus na Colômbia e na Venezuela, que não irei dizer aqui justamente porque pode gerar um desconforto nos leitores mais sensíveis.


Durante o meu terceiro ano do ensino médio eu tive a oportunidade de ir para um intercâmbio cultural no Uruguai. Eu era estudante de Colégio Militar, em Santa Maria no Rio Grande do Sul, e fui passar um tempo no Colégio Militar General Artigas, em Montevidéu. O regime de ensino era mais rígido por lá e os alunos tinham aulas de educação física todos os dias.

Foto: A caminho do Uruguai - 2004

No meu primeiro dia no colégio, os uruguaios quiseram me dar algumas dicas de como conquistar as meninas por lá. Me disseram que as uruguaias, em específico as do colégio, adoravam atividades físicas e que uma boa ideia seria convidá-las para correr. Como as aulas de educação física eram diárias, seria um encontro com 100% de certeza de acontecer.


Eu quis testar essa dica e após bater um papo com uma estudante do colégio, já estava pronto para perguntar: nós poderíamos correr amanhã, né? Mas como eu não dominava o idioma, falei em excelente Portunhol: - “podríamos correr manhana, no?


Não entendi o motivo, mas a menina se assustou com a pergunta e disse de uma maneira seca que não estava afim.


Pois é, meus amigos, aqui vai uma dica de ouro caso você vá visitar algum país da América Latina. Coger, com a nossa pronúncia (o G em espanhol tem som de RR em português) significa ter relações amorosas desprovido de roupas, para não ser tão direto em seu real significado.


Motivo de espanto para a menina que convidei e motivo de risadas para os meninos que me deram a dica. Mas não se preocupem, pois paguei na mesma moeda quando eles vieram fazer um intercâmbio no Brasil. Falei para perguntarem para as pessoas na rua onde eles poderiam comer uma pizza, que com a pronúncia dos uruguaios, significa outra coisa no Rio Grande do Sul.


O meu tempo no Uruguai foi de muito aprendizado, mas tenho certeza que se eu soubesse bem o idioma eu teria aproveitado muito mais. Um dia fui abordado por um casal no colégio que tinha uma lista de nomes nas mãos e me perguntou de uma maneira bem discreta se eu gostaria de participar de uma partuza.


Eu, esperto para não cair em mais pegadinhas, neguei veementemente e eles se foram. Depois vim a descobrir que perdi uma grande oportunidade.


Fui convidado para coger, mas acabei correndo fora.

16 visualizações

Em parceria com a

Totem Education and Immigration Services

1235 Bay Street 7th Floor

Toronto, ON - M5R 3K4

© 2019 por Matt Gazzola

PARCERIA COMERCIAL - EMPRESAS

  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook ícone social